Ano: 2014    |    Cliente: SP Televisão/RTP     |     Função: SCREENWRITER

Prémios:

2014 | EUROVISION: FICTION CREATIVE FORUM
Formato selecionado para ser apresentado em Berlin

2014 | AQUILA AWARDS
Best TV Series 2014

Sinopse:

Bem-vindos a Beirais é uma série de longa duração (80 episódios), com exibição diária, que conta a história de Diogo Almada, um bem-sucedido gestor de contas numa empresa de telecomunicações que se vê a braços com problemas graves de stress e ansiedade, originados pela constante pressão em que vive. Diogo sente-se cada vez mais insatisfeito com o ritmo alucinante da sua vida, que não lhe deixa tempo para fazer mais nada a não ser trabalhar. A situação agrava-se quando sofre um ataque cardíaco que o leva para o hospital. Aí, é-lhe feito o alerta para o risco que corre: se não abrandar o ritmo de trabalho poderá vir a ter problemas bem mais graves no futuro. No hospital, Diogo trava conhecimento com o proprietário de uma estufa de hortaliças e plantas aromáticas em Beirais, pequena aldeia do interior, e descobre que ele se quer desfazer destas. Decide então comprar a estufa, arriscando uma nova vida como agricultor. Diogo quer que a sua namorada, Teresa Sampaio, o acompanhe nesta iniciativa, mas esta recusa sair de Lisboa por causa da sua carreira como decoradora de interiores e porque não quer abdicar dos confortos da vida na cidade. Diogo segue em frente com os seus objetivos e muda-se para a pequena Beirais.
Na aldeia, Diogo vai deparar-se com um mundo que não tem nada a ver com o seu e que está cheio de pessoas muito originais. Desde os costumes à mentalidade, passando pela forma de vestir, tudo é novo e um desafio à sua capacidade de adaptação. Diogo esforça-se ao máximo para vencer esta batalha. Além disso, ele, que está habituado a planear tudo, vê-se perante inúmeras situações que fogem seu controlo. E no meio de tudo isto, enquanto se adapta à realidade beiralense, terá ainda que gerir a relação à distância com Teresa.
No início, Diogo vai fazer a maior parte das refeições na casa de turismo de habitação da aldeia, a “Casa da Aldeia” propriedade de três novas empresárias: Rita de Almeida Santiago, Susana Fontes e Clara Rodrigues. Também elas estão a iniciar uma nova vida, fugindo ao desemprego e à precariedade. O primeiro contacto entre Diogo e Clara será atribulado mas, com o tempo, nascerá uma história de amor.